Follow by Email

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Manifesto em Defesa da Democracia

MEU QUERIDO IRMÃO, BEBETO DO CAVACO: UM MÚSICO DE VALENÇA

BEBETO DO CAVACO COM O VIOLONISTA PAULINHO LIMA-CARNAVAL 2010


BEBETO NA IGREJA DE N.SRA DA GLÓRIA EM VALENÇA/RJ

BEBETO DE CONTRA-BAIXO NA ABERTURA DO CARNAVAL DE VALENÇA - 2010
NA RÁDIO CULTURA AM DE VALENÇA, ACOMPANHANDO UM SERESTEIRO NO
PROGRAMA "BATE PAPO NA CULTURA" 2009


                  



    Ele tinha apenas uns onze para doze anos, quando desejou, muito, aquele cavaquinho, que estava para ser leiloado na festa da nossa Padroeira.A sensibilidade do pai e da mãe fez chegar o instrumento às suas mãos, com o qual ele,de improviso, tocou a música "A Cerejeira”.                             
Assim, nasceu o músico valenciano, Carlos Roberto Macedo da Rocha,o “Bebeto do cavaco,do violão,do contra-baixo e do teclado”.
O economista,apesar de  não se ter tornado um profissional da área musical, é o nosso  instrumentista canhoto, merecedor de destaque nesta edição, por todos os momentos em que contribuiu e contribui com a cultura musical de nossa cidade.
Bebeto teve a oportunidade de tocar, várias vezes, com Rosinha de Valença e foi escolhido por ela para ser o acompanhante de Clementina de Jesus,na década de 70,quando a cantora fez um show em nossa cidade.
Participou, como instrumentista,de várias apresentações,incluindo os grandes festivais da canção, realizados pela Faculdade de Medicina de Valença e, durante alguns anos, tocou violão e teclado em algumas Igrejas católicas da cidade.
Nos anos setenta,foi baixista de dois conjuntos: “José Luiz e Seu Órgão Moderno” e “Os Rolas”.Atualmente,é integrante do ”Rancho Carnavalesco Progresso”, como baixista, e do “Grupo de Samba de Raiz  Pelo Telefone”, como cavaquinista.
É pai do músico, flautista e maestro, Antonio Rocha, o que concretiza a teoria de que “filho de peixe,peixinho é.”Pai e filho, já tocaram e tocam muito “Chorinho” por ai.
Salve, “Bebeto do Cavaco”, o  canhoto que veio para provar como é bom tocar direito um instrumento!!!

CENTENÁRIO DO POETA NABOR FERNANDES- 23/10/2010

A "Casa de Cultura Léa Pentagna",através da Diretora de Eventos Dilma Dantas,como sempre,sai na frente e homenageia o Poeta Valenciano NABOR FERNANDES, que completaria 100 anos de vida no dia 23/10.Com o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo da cidade,na pessoa da Sra Daniele Luzzie Dantas Mazzeo,o evento "Um Olhar Sobre Nabor Fernandes",além de celebrar o centenário do poeta,reconhece a importância de sua Obra Poética para a cidade.
As homenagens tiveram início no dia 19,na própria Casa Léa Pentagna, com a exposição de telas que foram inspiradas na obra do autor.
NABOR FERNANDES foi funcionário público da Central do Brasil.No local onde funcionava a Estação  da Central ,Praça Paulo de Frontin,(hoje Rodoviária) ,existe um monumento erguido ao escritor, pela Câmara Municipal de Valença e União Brasileira de Trovadores.Neste local, foram também realizadas,  no dia 22 de outubro de 2010,outras homenagens ao poeta,trovador,contista,novelista e biógrafo.
Com a presença de alunos da rede pública que declamaram poesias e trovas e da "Banda da Associação Balbina Fonseca "- ABF que abrilhantou o evento, o nosso querido "SEU NABOR", como nós o chamávamos na infância,recebeu  as merecidas homenagens representado pelas filhas Nelly e Neusa e pelas netas. 



O JOVEM POETA

O MONUMENTO




DILMA DANTAS E FAMILIARES.O PREFEITO INTERINO FERNANDO GRAÇA,ESPOSO DE UMA DAS NETAS DO POETA NABOR FERNANDES. 




ALUNOS PRESENTES NA HOMENAGEM






                                                                      DEPOIMENTO:

Faço questão de deixar registrado aqui, que,em criança,

tivemos (meu irmão e eu), a oportunidade de frequentar a casa do escritor Nabor Fernandes,em função dos laços de vizinhança e amizade que uniam nossos pais Carlos e Jurema, ao poeta e à  Sra Paulina,sua esposa.
Nas ocasiões em que permanecíamos lá,inúmeras vezes,apesar de muito crianças,testemunhamos o "Seu Nabor" escrevendo e, lendo, em voz alta,seu trabalho quando terminado.
Hoje, fazendo uma retrospectiva e olhando para este passado,constatamos a importância desses momentos e o aprendizado e  exemplo que nos deixou este escritor,tão próximo de nós.
  Nosso amor enorme,para sempre, ao "Seu Nabor","Dona Paulina",às amigas Nelly,Neusa e,em especial,ao amigo Narciso,único filho homem do casal,também já falecido,nosso grande companheiro de traquinagens infantis.
 Jocely Aparecida Macedo da Rocha.( Jô).
HOMENAGEM NA PRAÇA PAULO DE FRONTIN

Daniele,DilmaLícia,Nelly,Jô e Neusa

CASA LÉA PENTAGNA

SECRETÁRIA DE CULTURA DANIELE NA CASA LÉA


A DIREÇÃO DA CASA LÉA ,FILHAS E NETOS DO POETA
"O tempo se incube de trazer e depositar em nossas mãos o fruto das semeaduras da nossa vida." Nabor Fernandes



ALGUMAS OBRAS:












Clique para ampliar a capa


+ Antologia de Poetas Valencianos
veja outros sebos que vendem este mesmo título

+ Nabor Fernandesveja outros títulos do mesmo autor
Nabor Fernandes
editora: Pongetti
ano: 1974
estante: Poesia
peso: n/d
cadastrado em: sexta-feira, 16/7/2010. 14:57:19
descrição: Antologia de Poetas Valencianos (O que nos conta o passado e o que se vê no presente). Na folha de rosto encontram-se algumas rasuras, carimbo e uma assinatura. Páginas amareladas devido ao tempo; Durex na lombada do livro.





ciadolivro


Livraria Cia Livro (ciadolivro) on Twitter

Valencianos, participem do Concurso de Poesias Centenário Nabor Fernandes em comemoração aos 10 anos da Cia do Livro. Info (24) 2452.4233. ...
twitter.com/ciadolivro -

PARTIPEM DO CONCURSO

BANDA DA ABF

Nota aos visitantes


A Banda da Assciação Balbina Fonseca - ABF - foi fundada no ano de 2009.
É formada por jovens valencianos.É só clicar  
no link acima: "Notas aos Visitantes", para conhecer o trabalho importante realizado pela ABF.

UTILIDADE PÚBLICA:

COMO RASTREAR CORRESPONDÊNCIAS NOS CORREIOS

file:///C:/DOCUME~1/JOCELY~1/CONFIG~1/Temp/Rar$EX00.734/sro_remoto.htm


  Rastreamento de Objetos
Objeto(s):
 

       Exemplos de consulta de:

  • Um objeto: SS123456789BR
  • Lista de objetos: SS123456789BR; SS912345678BR; SS891234567BR 
    Informe o código de no máximo 10 objetos separando-os por ponto e vírgula

       Resposta em:     Português      English 


      

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

CLARA NUNES-O MAIS QUE PERFEITO-QUASE-FIM DE CASO



"O MAIS QUE PERFEITO" de Vinicius de Moraes e Macalé na belíssima interpretação de CLARA NUNES.
Uma das mais belas poesias de Vinícius...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

VINÍCIUS DE MORAES - * 19 DE OUTUBRO DE 1913 -

HOMENAGEM AO NOSSO POETINHA VINÍCIUS DE MORAES NASCIDO EM  19 DE OUTUBRO DE 1913


Minha Mãe
                            VINÍCIUS DE MORAES

Minha mãe, minha mãe, eu tenho medo
Tenho medo da vida, minha mãe.
Canta a doce cantiga que cantavas
Quando eu corria doido ao teu regaço
Com medo dos fantasmas do telhado.                        
Nina o meu sono cheio de inquietude
Batendo de levinho no meu braço
Que estou com muito medo, minha mãe.
Repousa a luz amiga dos teus olhos
Nos meus olhos sem luz e sem repouso
Dize à dor que me espera eternamente
Para ir embora.  Expulsa a angústia imensa
Do meu ser que não quer e que não pode
Dá-me um beijo na fonte dolorida
Que ela arde de febre, minha mãe.

Aninha-me em teu colo como outrora
Dize-me bem baixo assim: — Filho, não temas
Dorme em sossego, que tua mãe não dorme.
Dorme. Os que de há muito te esperavam
Cansados já se foram para longe. 
Perto de ti está tua mãezinha
Teu irmão. que o estudo adormeceu
Tuas irmãs pisando de levinho
Para não despertar o sono teu.
Dorme, meu filho, dorme no meu peito
Sonha a felicidade. Velo eu

Minha mãe, minha mãe, eu tenho medo
Me apavora a renúncia. Dize que eu fique
Afugenta este espaço que me prende
Afugenta o infinito que me chama
Que eu estou com muito medo, minha mãe.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

LIBRAS: MÃOS FALAM,MÃOS ESCUTAM - HOMENAGEM À PEDAGOGA ESPECIALIZADA EM LIBRAS, PROFESSORA ADRIANA GLÓRIA DE SANT'ANNA DA ROCHA

                                    Mãos falam,mãos escutam...


                                                   LIBRAS: Linguagem Brasileira de Sinais.



                        INCLUSÃO/FOTO: Pedagoga Adrianna Glória de Sant'Anna da Rocha especializada em Libras,com o aluno Jonas.

                       Reunião com intérpretes de Libras em 12/09/2007



Mãos

Ivan Lins

Composição: Ivan Lins / Vitor Martins
Louvada e livres sejam as mãos
Lutai, lutai por nós
Benditas e santas sejam as mãos
Cuidai, cuidai de nós
Mãos que apuram os fatos
Mãos que amparam o parto
Mãos amorosas unindo os casais
Mãos que têm alma nos dedos
Mãos que desvendam segredos
Mãos generosas com plantas e animais
Louvada e livres sejam as mãos
Lutai, lutai por nós
Benditas e santas sejam as mãos
Cuidai, cuidai de nós
Mãos de todas as raças
Mãos levantadas nas praças
Mãos que aprenderam a falar por sinais
Mãos carregadas de afeto
Mãos que estão sempre por perto
Mãos que se elevam aos céus por seus ais

domingo, 17 de outubro de 2010

"COLÉGIO ESTADUAL JOSÉ FONSECA - 60 ANOS DE ENSINO EM VALENÇA

                         
                                     Construído em uma área pertencente ao cidadão Miguel Pedro e adquirida pelo Estado em 30/12/1946,o "Colégio Estadual José Fonseca",em Valença/RJ, foi concluído em 1950, passando a funcionar em 1951,com a denominação de "Grupo Escolar Saldanha Marinho". A partir de 1953,em homenagem ao benemérito valenciano Comendador José de Siqueira Silva da Fonseca,recebeu o nome de "Grupo Escolar José Fonseca",tendo como primeira diretora a professora Emérita da Silva Souza Gomes,conhecida como "Dona Santinha".
                                       Em 16/07/76 recebeu o nome de "Escola Estadual José Fonseca" e,em 27/09/94,em virtude da implementação do segundo grau,recebe o nome de "Colégio".
                                       Suas instalações serviram,durante cinco anos (de 1952 a 1957),como contribuição para o funcionamento no período noturno, do "Colégio Theodorico Fonseca", atualmente instalado na Praça Visconde do Rio Preto-" jardim de cima " e,durante um ano (por volta de 1953), para o funcionamento da "Escola Normal Sagrado Coração de Jesus" quando,a casa,se encontrava em obras.
                                        Como ex-aluna  deste Educandário,quero registrar aqui,minha gratidão por ter tido a possibilidade de receber,através de minhas queridas professoras Maria Stella Leite Pinto,Maria Helena Carvalho,Dilnéia Figueira e Joacy Soares de Moraes um ensino de qualidade indiscutível,base para toda a formação que vim a receber no futuro.´
                                         Alfabetizados aos cinco anos, por nossa querida e já falecida mãe,a professora Jurema Macedo da Rocha,a quem devemos toda a sustentação emocional e de aprendizagem básica,meu irmão e eu,   ingressamos,aos 7 anos, já na 2a série do "curso primário", do ainda denominado "Grupo Escolar José Fonseca", o que muito nos orgulha.
                                         Ainda, como ex-professora deste Educandário,onde,durante dois anos,na década de 70, lecionei a cadeira de Artes/Música  para alunos da sexta e da sétima séries, guardo excelentes lembranças para sempre marcadas em minha memória, em especial da Diretora do colégio na ocasião,a professora Consuelo Lago de Vasconcellos e da colega e minha ex-professora na "Escola Normal Sagrado Coração de Jesus" ,Lia Coutinho.A elas minha homenagem e gratidão, para sempre.
                                         Registro, também,que,na mesma ocasião,em parceria com a professora Lia Coutinho que escreveu a letra,tive a alegria de compor o "Hino da Escola",uma homenagem ao nosso querido e amado Colégio,hino este,ensinado,até hoje,às novas gerações de alunos que por alí passaram ou por ali ainda estão.
                                         Ao longo desses 60 anos de existência,esta Escola foi dirigida por professoras conceituadas,a saber:
                                     Profa Emérita da Silva Gomes
                                     Profa Ruth Leite Pinto Garcia
                                     Profa Maria Stella Leite Pinto
                                     Profa Consuelo Lago de Vasconcellos
                                     Profa Lindsey Chagas Fernandez
                                     Profa Tereza Gianotti Tófano
                                     Profa Terezinha Figueira Monte
                                     Profa Ana Maria de Souza
                                     Profa Isabel Rejane Truda Coutinho da Silva
                                     Profa Claudia Marieta de Almeida
                                     Profa Cláudia Gomes Figueira




                                    Compartilhamos das comemorações dos 60 anos desta Unidade Escolar que, cumprindo seu papel transformador, tem sido,ao longo do tempo,através do seu corpo docente,fonte de aquisição de conhecimento e cultura para a criança e juventude valenciana.

                                  "JOSÉ FONSECA É UMA ESCOLA ONDE SE ENSINA P'RA VALER"
                                                                                               ( Profa Lia Coutinho)   

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

FOI A NOITE / CONDENADOS ===== FATIMA GUEDES e MARCO PEREIRA

OUTRA LEITURA OBRIGATÓRIA:"WALESKA - FOI À NOITE"

                            "A Rainha da Fossa",apelido que ganhou do poeta Vinicius de Moraes," Walesca que,agora, lança seu livro: "Foi À Noite",é uma das maiores cantoras do Brasil.
                              Sem ela, a noite carioca e a melhor boemia não teriam sido as mesmas.
                              O livro é uma viagem a um Rio de Janeiro,em especial a Copacabana,onde fossa,  whisky e boa música bastavam para se viver as melhores noites.
                              RECOMENDAMOS.