Follow by Email

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

FLAUTISTA ANTONIO ROCHA

O show de flauta de ANTONIO ROCHA,artista valenciano,o mais jovem componente do Conjunto de Choro "ÉPOCA DE OURO"- um gênio de ouvido absoluto,compositor,arranjador,maestro.
Eu vi ANTONIO ROCHA,meu sobrinho querido,no palco...um anônimo,um menino grande,um músico,apenas mais um músico,até começar a tocar...A partir daí,tudo muda,fica tudo estranho,diferente,som de outra dimensão.Quando ele abre a alma para a flauta,a música não pede passagem,passa,sem cerimônia,sem timidez,sem mêdo de ser o que é:MÚSICA.


Antonio Carlos de Sant’Anna da Rocha,ANTONIO ROCHA,é natural da cidade de Valença,E. do Rio de Janeiro,onde nasceu em 16 de abril de 1981.É filho do economista e músico Carlos Roberto Macedo da Rocha e da Pedagoga Adriana Glória de Sant’Anna da Rocha.

Autodidata,e nascido em uma família de músicos,(avô materno,pai,tia e tios avós maternos, iniciou seus estudos de teoria musical aos 8 anos,em sua cidade,com o Professor e Violinista, José Carlos Teixeira.A seguir,faz curso completo de Teoria Musical com o Maestro,Professo , e Violinista Eugênio Graça da Orquestra Sinfônica Nacional e Curso de Flauta com o Maestro Marcelo Bomfim no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Aos 15 anos,em 1996,já tocando flauta, durante a noite, tem um sonho e,ao acordar,caminha até a sede e solicita ingresso na “Sociedade Musical Progresso de Valença”,a “Banda de Música” de sua cidade,como flautista (flauta transversa).Por sua atuação de destaque,apenas dois anos depois,assume o posto de Mestre (Maestro) da “Banda” e passa a ser,com apenas 17 anos,o mais novo Maestro da história desta Sociedade Musical.Hoje,aos 27 anos,Antonio Rocha completa 12 anos como membro e 10 anos como Maestro da “Banda”.Contando com o quadro de poucos veteranos que permaneceram,já que a maioria por motivos de idade,havia saído ,Antonio Rocha assumiu um desafio e conseguiu,nestes anos,como líder e elemento catalizador,conquistar vários jovens da cidade trazendo-os para a Banda que,não fosse sua coragem e amor,teria sido extinta.

Como Maestro,Compositor,Arranjador e Professor auto-didata dos adolescentes,desenvolveu um método prático de ensino da teoria musical, o que leva os novos membros a um aprendizado rápido e eficaz da música e dos instrumentos que utilizam.É também de sua responsabilidade, todos os arranjos musicais das peças executadas pelo grupo de músicos,sendo muitas delas de sua autoria.

Como instrumentista, integra vários grupos de Choro de sua região,a saber: “Amigos do Choro”,em Valença,fundado em 1997,por ocasião da passagem do centenário de Pixinguinha,onde participa também seu pai, com o cavaquinho,” Chorinho da Serra “ da cidade de Barra do Pirai,”/RJ, Chão de Estrêlas “ do Distrito de Valença,Conservatória e “ Caindo no Choro “ da cidade de Vassouras/RJ.

Em 1997 foi um dos membros fundadores do grupo musical “Camerata Valenciana”,do qual participou enquanto o grupo existiu em Valença.

Em 1997,com apenas 16 anos,foi finalista do “Concurso Terceiro Prêmio Veril Para Jovens” na cidade de S.Paulo/SP, integrando o grupo dos dez melhores flautistas entre 15 e 25 anos de idade e,no mesmo ano,participou do “Festival Internacional de Flautistas” no Rio de Janeiro,onde conheceu músicos renomados,de várias partes do mundo.

Aos 17 anos, assume como maestro e regente o “ Coral XV de Agosto “ de Valença/RJ e assume a função de Organista da “Catedral de N. Sra da Glória” também em Valença/RJ.

Aos 19 anos,no ano de 2000,formou uma “Banda” de jovens e um Coral da Terceira Idade no Município de Rio das Flores/RJ.No mesmo ano assume,como Maestro Regente,o “Coral Padre Sebastião Pereira”,no mesmo Município.

Integrou por um ano,de 2001 a 2002,aos 20 anos,a “Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem” OSBJ/RJ,como segundo flautista,tendo participado de várias apresentações da mesma.

Tendo como mestre e modelo o flautista Altamiro Carrilho,considera-se um músico eclético, passeando pelo clássico e popular com bom gosto e tranqüilidade.De Altamiro Carrilho recebeu o grande reconhecimento e homenagem, quando, ele, o maior flautista desse País, afirmou ser, Antonio Rocha,o músico a ter o sopro mais parecido com o dele.

No ano de 2004,aos 23 anos,foi convidado a lecionar flauta na “Escola Portátil de Música” na UNI-RIO/Rio de Janeiro,onde trabalha ainda hoje,ao lado de grandes músicos, entre eles Maurício Carrilho(sobrinho de Altamiro Carrilho),Cristóvão Bastos,Luciana Rabello,Álvaro Carrilho(irmão de Altamiro Carrilho),Pedro Paes e outros.A Escola Portátil é um programa de educação musical voltado para a capacitação e a profissionalização de músicos,através da linguagem do Choro.

Em 2005 participa como flautista,da homenagem ao Maestro Radamés Gnattali no Rio de Janeiro e no Município de Petrópolis/RJ.

Em 2006 é fundador e integrante do “Quinteto Valenciano”.

Em 2006 participa,juntamente com Altamiro Carrilho e outros flautistas, do filme “Vivo Em La Flauta” do Diretor Marcos Souza.

Em 2006,com 25 anos,participa no SESC/SP, de show e gravação de vídeo (DVD),em homenagem ao poeta Hermínio Bello de Carvalho,na cidade de S. Paulo.

Em 2006 participa de show no “Festival de Música de Itajaí”/Santa Catarina.

Em 2007,é convidado a integrar no Rio de Janeiro, o Grupo de Choro, “ Época de Ouro “,fundado pelo músico e compositor “Jacob do Bandolim”,passando a ser, com 26 anos, ao lado de Bruno Rian,um dos mais jovens integrantes do Conjunto.No conjunto em questão, participa como solista de flauta e flautim.

Em 2007 participa como flautista,do programa da TV Cultura,sobre Altamiro Carrilho,em S. Paulo/SP.

Em 2007,convidado pela Prefeito Municipal de Valença,Dr, Fábio Vieira, passa a ser responsável pelo novo arranjo e regência do “Hino Valenciano”, em comemoração aos 150 anos de sua cidade.

Em 22 de julho de 2007, apresenta-se como músico e regente da “Banda Furiosa Portátil” da Escola Portátil de Música/RJ, formada por alunos e professores,participando da programação cultural da “ Vila Olímpica do Pan.”

Em 2008,de fevereiro a abril,viaja com o Conjunto “ Época de Ouro” por cinco Estados do Brasil ( Paraná,Brasília,S.Paulo,Salvador e Rio de Janeiro ) realizando shows em homenagem aos 90 anos do fundador do conjunto “Jacob do Bandolim”.Em Brasília,no dia 13 de março, recebe de “ A Brasília Super Rádio FM “,um certificado “por sua magnífica apresentação” no Programa “Um Piano Ao Cair da Noite”.Em S.Paulo,após apresentação junto ao “Época de Ouro”,é homenageado pelo “Jornal A Folha de S. Paulo “, que faz a seguinte afirmativa: “Antonio Rocha,o músico que faz a flauta chorar “.

De 2006 a 2008,participa como professor e solista, de três Festivais Nacionais de Choro nas cidades de Mendes/RJ e S.Pedro/SP,organizados pela Escola Portátil de Música,em homenagem aos músicos: Radamés Gnattali,Anacleto de Medeiros e Canhoto da Paraíba,respectivamente.

Em 13 de maio de 2008, participa, no Museu de Arte Moderna/RJ, da homenagem a Altamiro Carrilho e do lançamento de sua Caixa de Cds.

Em 2007,cria,juntamente com seu pai,irmão e integrantes da “Banda” o Conjunto “ Rancho Carnavalesco Progresso “.

Em 2008,atua como flautista e regente convidado,no Grupo “ Violinos Mágicos “de Murilo Loures no Rio de Janeiro.

Em 2008 integra o “Grupo Flor do Sereno” no Rio de Janeiro.

Em 2009 integra o Conjunto de Samba de Raiz "PELO TELEFONE" em Valença/RJ.

Em 2010 viaja com o Conjunto "Época de Ouro" para o Japão,onde realiza vários shows em Tóquio.



PRODUÇÃO MUSICAL:

- Missa de N. Sra da Glória em 2006

- Missa a Santa Cecília em 2005

- Músicas para a “Sociedade Musical Progresso de Valença”:

. “Dobrado Padre Sebastião Pereira”

.”Dobrado Custódio Clemente de Souza Pinto”

.”Dobrado Paulo de Tarso”

.”Dobrado Carlos Roberto Macedo da Rocha” em homenagem a seu pai.

.”Dobrado Manoel Pinto “ em homenagem ao ex-integrante da “Banda”,já falecido.

- Composição de cerca de cem Choros e Valsas,entre eles:”Memórias”e “Flor de Laranjeira” e da Marcha Rancho “De Vovó para Vovô” em parceria com sua Tia Jô.

PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS:

- Gravação da Caixa de CD “Choro Carioca” organizado por Maurício Carrilho no Rio de Janeiro/RJ em 2006

- Gravação do CD do cantor Aguinaldo Rayol no Rio de Janeiro/RJ em 2006

- Participação na gravação do bandolinista Déo Rian no Rio de Janeiro/RJ

- Participação na gravação do CD “ José Pinheiro Canta Para o Brasil” /Rio de Janeiro/RJ

- Gravação do “Hino de Valença” como flautista,arranjador e Diretor Musical.

- Gravação em duas faixas do CD “Choro Music” lançando álbuns de Música Brasileira com Playback.

- Gravação do CD e DVD de Hermínio Bello de Carvalho,juntamente com o poeta e as cantoras Simone,Zezé Gonzaga e Zélia Duncan

Valença,05/06/2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário